15.5.14

Resenha #8 - A Seleção

Oi meu amores, com a chegada do meu livro A Escolha, da Kiera Cass, eu decidi resenhar os primeiros livros da série A Seleção porque é uma série que eu me apaixonei enormemente!



















Título: A Seleção
Título Original: The Selection
Livro 1
Autora: Kiera Cass
Editora: Editora Seguinte
Páginas: 368
Ano: 2012
Saiba Mais: Skoob
Onde Comprar: Submarino || Saraiva || Americanas



Sinopse: Para trinta e cinco garotas, a “Seleção” é a chance de uma vida. Num futuro em que os Estados Unidos deram lugar ao Estado Americano da China e mais recentemente a Illéa, um país jovem com uma sociedade dividida em castas, a competição que reúne moças de dezesseis e vinte anos de todas as partes para decidir quem se casará com o príncipe é a oportunidade de escapar de uma realidade imposta a elas ainda no berço. É a chance de ser alçada de um mundo de possibilidades reduzidas para um mundo de vestidos deslumbrantes e joias valiosas. De morar em um palácio, conquistar o coração do belo príncipe Maxon e um dia ser a rainha.
Para America Singer, no entanto, uma artista da casta Cinco, estar entre as Selecionadas é um pesadelo. Significa deixar para trás Aspen, o rapaz que realmente ama e que está uma casta abaixo dela. Significa abandonar sua família e seu lar para entrar em uma disputa ferrenha por uma coroa que ela não quer. E viver em um palácio sob a ameaça constante de ataques rebeldes.
Então America conhece pessoalmente o príncipe. Bondoso, educado, engraçado e muito, muito charmoso, Maxon não é nada do que se poderia esperar. Eles formam uma aliança, e, aos poucos, America começa a refletir sobre tudo o que tinha planejado para si mesma — e percebe que a vida com que sempre sonhou talvez não seja nada comparada ao futuro que ela nunca tinha ousado imaginar.

Trinta e cinco garotas e uma única coroa.

    Gente vou ser suspeita pra falar dessa série porque foi uma que realmente me cativou... A Seleção me fez ver as princesas de um jeito novo!
    O mundo passou por guerras e de revoluções surgiu o reino de Illéa. A Sociedade foi divida em 8 castas, cada qual com sua função. 
    Na casta 1, ficam o Clero e a Realeza. Na casta de número 2 ficam todas as celebridades (como os músicos que aparecem na MTV), atletas profissionais, atores, modelos, políticos, assim como todos os oficiais - policiais, soldados, bombeiros ou qualquer outro posto definido no recrutamento. Na casta 3 temos todos os tipos de educadores, filósofos, inventores, escritores, cientistas de todas as áreas, médicos, veterinários, dentistas, arquitetos, bibliotecários, todos os engenheiros, terapeutas ou psicólogos, cineastas, produtores musicais, advogados. Na casta 4, fazendeiros, joalheiros, corretores de imóveis, corretores de seguro, chefes de cozinha, mestres de obras, proprietários e sócios de empresas como restaurantes, lojas e hotéis. Na casta 5 ficam os músicos e cantores eruditos, todos os artistas, atores de teatro, dançarinos, artistas de circo. Na casta 6, secretários, serventes, governantas, costureiras, balconistas, cozinheiros, motoristas. Na casta 7 temos jardineiros, pedreiros, camponeses, limpadores de calhas de piscinas, quase todos os trabalhadores braçais. E por fim os 8 são deficientes físicos e mentais (especialmente quando desamparados), viciados, fugitivos, desabrigados.
    As castas são definidas por nascença. A mulher tem a chance de mudar de casta pelo casamento, e todos podem juntar dinheiro até conseguir comprar um título para uma casta superior.
    América Singer nasceu na casta 5, a casta dos artistas. Sua família toda trabalha com isso. Mas as castas abaixo de 4 são muito pobres, quanto mais baixa a casta, mais pobre a família. América tem um grande amor, Aspen, da casta 6. Os dois namoram dois anos escondidos, com encontros na minúscula casa na árvore do quintal da América. O romance deles é muito bonito, fazendo de tudo pra se verem e ficarem juntos, mesmo não podendo.
    Em Illéa existe uma tradição, A Seleção, onde o príncipe escolhe uma garota de seu reino para casar. Uma garota de cada um das 35 províncias de Illéa é escolhida e tem sua vida virada de cabeça para baixo. 


Não queria ser da realeza. Nem queria ser Um. Não queria nem tentar.

    É o sonho de toda garota, menos o de América. Quando a carta com o convite para participar da seleção chega em sua casa América contesta, diz que não quer ir e briga com sua mãe. Ela já sabia o que queria, amava Aspen e era com ele que ela queria ficar. Quando América conta a Aspen da carta, ele a pede que se inscreva para não sentir culpa dela não ter participado. No dia da inscrição ela houve a mãe dela conversando com a mãe do Aspen e contando que ele tem guardado dinheiro pra pedir uma garota, que ela não faz ideia de qu seja a América, em casamento e que só está esperando o recrutamento (convocação dos meninos para o exército do reino e os tona da casta 2) pra isso. América sabe que é ela que Aspen vai pedir em casamento e decide preparar um jantar especial para ele. Ele se sente infeliz por não ter dinheiro para fazer o mesmo por ela e eles terminam. O que eu achei ridículo da parte dele, pra mim foi totalmente desnecessário fazer isso com ela. Ela se esforçou de coração e ele ficou bravo por um gesto de amor...
    Então América é chamada para fazer parte da seleção. 
    Com contantes ameaças dos rebeldes ao castelo e as várias regras que vai ter que enfrentar, América se vê confusa e indecisa sobre sua vida naquele momento, mas isso muda quando ela chega no palácio e encontra o príncipe Maxon. Carinhoso, charmoso, bondoso e engraçado, América se vê apreciando a companhia do príncipe e se tornando amiga dele. Pra melhorar ainda mais, ela tem 3 criadas fofas e maravilhosas que a ajudam com tudo, e que acabam conquistando o carinho da América. Com o passar do tempo ela percebe que a vida que ela tinha imaginado pode ser bem diferente e que talvez a vida no palácio pode ser boa, isso até o dia do recrutamento...
    O jeito teimoso da América me incomodou em TODOS os livros. Ela é muito precipitada e quer resolver tudo sem pensar. Ela faz muita burrada por causa disso e acaba se ferrando bonito algumas vezes. O livro é leve e fácil de ler, a leitura é gostoso e quando você percebe já ta no final *--*


Aspen nunca mais teria o prazer de partir meu coração.Eu estava ali por causa dele, e agora ia tirar proveito disso.

Eu recomendo muito essas livros, e não vejo a hora de acabar a série. Você já leu? O que achou? Conta nos comentários




14 comentários:

  1. Oi, Tabatha!
    Comprei esse livro por causa da capa, confesso, mas amei, apesar da America ter me irritado do começo ao fim.
    E ai? Prefere o Maxon ou Aspen?? Para mim é o Maxon <3
    Ótima resenha!
    Bjs
    Kami
    http://gostoliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. TEAM MAXON COM TODO MEU CORAÇÃO <3
      Beijos, Tabatha

      Excluir
  2. Olá Tabatha!
    Não sou muito atraída por tipo de livro, mas que bom que você está curtindo a série.
    Estou aqui a seu convite e pra dizer que o seu blog é bacana.
    Aproveito também para convidá-lo a visitar o Dose Literária, blog literário de 3 "meninas" (mulheres...rs) com gostos peculiares para literatura e que conta também com textos e resenhas de outros amigos e colaboradores. Dá uma passadinha lá e quem sabe você não se identifica com os livros que lemos? Ficaremos felizes se deixar um comentário ;)
    Até mais!
    Patrícia Oliveira
    www.doseliteraria.com.br
    Instagram: @doseliteraria
    Facebook: /doseliteraria
    Twitter: @doseliteraria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Distopias é um dos meus gêneros favoritos *--*
      Beijos, Tabatha

      Excluir
  3. Olá, tudo bem?
    Já ouvi falarem de tudo dessa série e tinha um certo receio de lê-la, mas você me convenceu.
    Vou ler o mais breve possível e ver se compartilho dos mesmos pensamentos que você.
    Parabéns pela resenha e pelo blog.
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai que fofo, fiquei feliz em saber disso! Você não vai se arrepender, eu amo essa série <3
      Beijos, Tabatha

      Excluir
  4. Oii!
    Li essa semana o último livro dessa trilogia... nossa, achei incrível. Sou Team Maxon... =D

    http://mundo-restrito.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem Maxon bate aqui o//
      Eu li até o capítulo 10 do último livro, falta tempo pra terminar, mas recebi tanto spoiler que já sei o final mesmo HUSHAUSH
      Beijos, Tabatha

      Excluir
  5. Olá! :D Como você passou pelo meu Skoob, cá estou eu te fazendo uma visitinha.
    O seu cantinho é muito especial e tem tudo pra crescer, basta que se dedique! *-* A Seleção é mesmo um amor, né? Já li umas três vezes só esse livro e ainda estou nas nuvens com o final em A Escolha! Gente, o que foi aquilo?! UUHEAUHEAHEAIUEHAUIEHIAEHAE <3 Kiera Cass, pfvr escreva para sempre!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O final é um sonho ne? *-----------*
      Não queria que tivesse acabado :c
      Beijos, Tabatha

      Excluir
  6. Gostei bastante da sua resenha! Já li A Seleção faz um tempão, amo demais essa trilogia, e agora estou doida para ler A Escolha hahaha.

    Team Maxon <3

    Jacke Helen
    ☁ http://colecaodenuvens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A lei A Escolha! Você vai chorar de tão lindo!
      Beijos, Tabatha

      Excluir
  7. Eu acho que gostei mais da America do que do livro! #ProntoConfessei A heroína que fala duas vezes antes de pensar, age por instinto e desafia tudo e todos me cativou. Algumas vezes tive uma raiva basica da Kiera por todo mimimi do volume 2, mas no fim depois de ler o vol. 3 começo a pensar que não tem como não amar.

    Pandora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo totalmente, o jeito impulsivo da américa me faz lembrar de mim HUSHAUHS
      Beijos, Tabatha

      Excluir

© FLORETIZAS - FOTOS E TEXTOS FEITOS POR TABATHA CUZZIOL, SENDO PROIBIDO COPIAS.
DESIGNER FEITO POR: MICHAEL VASCONCELOS.
imagem-logo