19.6.15

[Semana do Livro Distopia] Entrevista com a autora Kate Willians


 Oi oi gente!
Hoje no quinto dia de divulgação do livro Distopia, trouxe uma entrevista muito especial com a autora do livro, Kate Willians.
A Kate é super fofo e muito atenciosa com nós blogueiros e leitores, e foi uma honra poder fazer parte desse time de parceiros!
Vamos a entrevista:

1- Primeiramente eu queria começar pelo seu nome, li em um dos blogs que ele não é seu nome verdadeiro. É verdade? Como surgiu a ideia pro seu pseudônimo?
Não, Kate Willians é apenas meu pseudônimo mesmo! O que uso como escritora e blogueira, desde que entrei nesse mundo. Escolhi ele, há muito tempo atrás e não sei exatamente como foi o processo de criação do mesmo. Poderia citar aqui algo poético ou inventar alguma baboseira sobre homenagens mas na época lembro que pensei em pegar Kate da princesa e Willians por conta do sobrenome da vocalista do Paramore. Tinha só 15 anos, então o fato de mais tarde este nome ter caído como uma luva, foi mais um fator de sorte mesmo rs. Não existe uma história longa e reflexiva sobre o assunto, é meio frustrante, mas hoje, não consigo me imaginar com outro pseudônimo. Pensei muito em mudá-lo mas quer saber? Muitos amigos e pessoas, me conhecem por conta dele. Não tem porquê mudá-lo à essa altura do campeonato. 

2- Quando você percebeu que queria começar a escrever?
Na verdade, sempre fui apaixonada pela escrita. Comecei nesse mundo mesmo, desenvolvendo histórias, com as fanfics. Eu queria criar enredos diferentes para as histórias que eu curtia ou simplesmente uma em que eu pudesse ser apaixonada pelo meu ídolo e viver um romance com ele, sem que soasse uma completa maluquice. Minha primeira fanfic, se chama Disastrously Perfect (Desastradamente perfeito) e eu a criei pensando no Taylor Lautner. Ele foi minha obsessão por anos e anos, ao ponto de meu irmão mais novo crescer acreditando que eu realmente o namorava. Foi duro quando comecei a namorar de verdade. Ele achou que eu estivesse traindo o Taylor rs. Mas uma história de verdade - com meus próprios personagens e cenários - só fui criar anos mais tarde. Quando passei por uma situação brava de depressão e escrever era o único meio de me tirar da 'bad'.

3- Como surgiu a ideia de escrever o livro "Distopia", como foi escrever ele no momento da vida que você se encontrava?
Surgiu após eu assistir a estréia de Divergente no cinema, com meu namorado. Lembro que saímos da sessão completamente extasiados e quando chegamos em casa, ainda debatíamos alguns pontos do filme com paixão. Comecei a desenvolver com ele o enredo de uma história, também distópica, que poderia ter funcionado melhor nas telonas. Quando o assunto acabou, ele virou para mim e perguntou; por quê você não escreve tudo isso que acabamos de conversar? E foi aí que surgiu Distopia. Foi um total desafio para mim, pois foi em um momento da minha vida em que eu estava desesperada por começar e terminar um projeto. Tinha vários livros em andamento, mas estava 'travada'. Não conseguia finalizar nenhum. Estava frustrada comigo mesma e foi aí que eu pensei; tem um concurso rolando, tenho uma ideia boa na cabeça, por quê não? 

4- Como foi receber a noticia de publicação do livro pela Editora Arwen?
Foi um dos momentos mais emocionantes que eu já vivi. Lembro que estava vendo as coisas, pesquisando orçamentos e tal, para a publicação independente através do Catarse. Todos estavam me dizendo que seria muito difícil mas que daria certo e eu estava morrendo de medo. Quando recebi a notícia, estava no trabalho, ao lado de uma das pessoas que mais me incentivaram desde o início - Wanessa Faustino, minha ex-chefe e grande amiga - e comecei a chorar desesperadamente, porque não estava acreditando. E eu pedia para que ela lesse, tipo, Wanessa isso é sério mesmo ou eu entendi errado? E ela vibrou comigo! Foi indescritível. Um dos momentos mais mágicos, sem dúvidas. Nunca vou esquecer a sensação de vitória, que senti naquele momento. A sensação de dever cumprido, de ter acreditado em algo que não falhou, no final das contas.

5- Há algum novo projeto literário a caminho?
Opa, é claro! A fada madrinha, meu novo projeto, será publicado no final do ano em uma edição mega bombástica e já estou conversando com meu editor André sobre alguns outros projetos que se Deus quiser, irão sair ano que vem. Uma coisa eu digo, vocês ainda ouviram falar muito de meus livros, confio plenamente na Arwen e sei que o trabalho que irão fazer com eles será simplesmente fantástico. Também não podemos esquecer de dizer, que Utopia, a continuação de Distopia, irá sair em 2016 rs. Spoiler alert!

6- Com qual personagem do livro você mais se identifica?
Estaria mentindo se dissesse que cada um deles, não carrega um pouco de mim. Mas com toda certeza, me identifico mais com o Ângelo. Ele foi criado para ser um personagem coadjuvante e foi crescendo em meio a história, de uma forma que eu simplesmente não pude conter. Ele é brincalhão, fiel, competitivo, líder nato e tem muitos problemas emocionais que apesar de tudo, não o deixam abalar.  A única coisa que ele tem e que eu também gostaria de ter, é a confiança. Ele confia muito em si mesmo e em alguns momentos chega até a ser arrogante, mas invejo isso nele. Fora isso, ele tem mais de mim, que todos os outros personagens. Simples assim.

7- O que espera para seu futuro?
Muito amor, felicidade e realizações de sonhos. Isso porque, sou uma pessoa extremamente sonhadora e que nunca para de sonhar e almejar maiores objetivos. Também sou muito esforçada e antes que digam que preciso ter o pé no chão, afirmo com convicção que irei correr atrás, suar e sangrar - ok, muito exagero - para que a realização dos meus sonhos se torne possível. Jamais irei sentar e esperar que as coisas caiam do céu. Sei que isso nunca irá acontecer comigo. Por isso, o negócio é; you better work bitch!

8- Deixe um recadinho para os leitores do blog e umas dicas para os futuros escritores!
Nunca deixem que digam a vocês que o seu sonho é impossível. Que você nunca irá realizá-lo e que é melhor ir procurar um emprego no McDonalds - nada contra! As pessoas que geralmente dizem isso, são aquelas que nunca realizaram algo grande na vida, que estão confortáveis demais em seus empregos - há anos - para arriscar em um sonho que para elas, é bobo e não vale o esforço. Sempre acredite em você e no seu potencial e cara, corra atrás. A vida jamais irá ser legal com você, por livre e espontânea vontade. Você precisa se arriscar, para que as coisas funcionem de forma positiva para você. E no mais, obrigada por lerem essa entrevista e por estarem começando a aparecer e a me mandar mensagens fofas de incentivo. Esta é com toda certeza, a melhor parte do sonho!

Kate, muito obrigada por ser tão atenciosa e por dedicar alguns minutinhos pra responder nossa entrevista.
Saiba mais sobre a autora!

Mais sobre o livro!

Não esqueçam de voltar amanhã pra mais um post especial dessa semana de divulgação!
Beijinhos!

20 comentários:

  1. Oi Amada! Tudo bem?
    Só digo que se ela teve a ideia depois de DIVERGENTE é pq o negócio é bom! ahahhaha Viu, sou fã mesmo! Gostei da entrevista de saber um pouco mais sobre essa história, lindo post! Parabéns Ta!
    Beijos
    Paulinha Juliana - Overdose
    http://overdoselite.blogspot.com.br/2015/06/resenha-herdeira-selecao-4-kiera-cass.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi flor!
      Que bom que gostou, não perca a chance de comprar!
      Beijos, Tabatha

      Excluir
  2. Auuunw, eu amei a entrevista.Ela é simpática e humilde :) Como assim o irmão achava que estava namorando Taylor L? HAUAHAUHAU OMG, essa parte foi tipo muito boa :)

    Amei a entrevista.Parabéns para você pelo post e sucesso para a autora <3

    Beeijos :)
    http://carolhermanas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi flor!
      A Kate é um amor, super fofa!
      Beijos, Tabatha

      Excluir
  3. Parabéns. ...Adorei a entrevista e ela é mesmo uma fofa....vou ler o livro com certeza..

    Bjus :)

    ResponderExcluir
  4. Oi, tudo bom?
    Não conhecia nem o livro e nem a autora, mas adorei a entrevista. É muito bom conhecer novos autores!!

    Beijos,
    Juh
    http://aproveiteolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi flor!
      A autora é uma linda, vale a pena ler o livro só por causa dela!
      Beijos, Tabatha

      Excluir
  5. Oi, Tabatha!
    Não estava sabendo dessa semana especial. Vou conferir os outros post.
    Adorei a entrevista com autora, muito simpática ela. Fiquei curiosa com o livro.
    Adoro distopias!
    Beijos

    Construindo Estante || Curta a fan page
    #MêsDosNamoraados do Costruindo Estante. Concorra a 1 vale presente de R$ 50,00 da Saraiva.
    Participe!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi flor,
      A autora é maravilhosa! Uma flor de pessoa e o livro é demais!
      Beijos, Tabatha

      Excluir
  6. Aaaai que lindinho!! Simpatizei com a autora só pela entrevista *-* super entendo o pseudônimo dela, aos 15 anos sempre costumamos sonhar mais e criar essas ligações haha também fiz muito disso. E como surgiu a ideia pra história então, que fofo! Fiquei super curiosa mesmo pra leer o livro :v

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/2015/06/desafio-de-genero-suspense-ultima-vitima.html
    Tem resenha nova no blog de "A Última Vítima", vem conferir!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      A autora encanta todo mundo por onde ela passa, uma pessoa super simpática!
      Beijos, Tabatha

      Excluir
  7. Olá
    adorei a entrevista com a autora, é sempre bom tirar umas duvidas com a própria fonte rsrs
    Bjks
    Passa Lá No meu Blog - http://ospapa-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Que bom que gostou da entrevista!
      Beijos, Tabatha

      Excluir
  8. Adorei a sinceridade sobre o pseudônimo... sempre me perguntei como os autores escolhiam.
    SUA ESTANTE

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Eu tbm sempre me perguntei, nao teria criatividade para criar um.
      Beijos, Tabatha

      Excluir
  9. Oi Tabatha!
    Eu amooooooo distopias, adorei a entrevista.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Amei a entrevista ainda não conhecia, mas adoro distopias, o blog de vocês é lindo mega organizado parabéns!!...
    Um abraço literário.

    http://clubedolivro15.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Amo conhecer um pouco mais sobre os autores! E quem aqui não ama uma distopia? *-*

    Beijos!
    www.naoleia.com

    ResponderExcluir
  12. Oi Tabatha, tudo bem ???
    Adorei a entrevista !!! O mais legal dessas entrevistas é que elas nos deixam mais próximos dos autores, assim podemos conhecer um pouco melhor quem eles são e o seu trabalho !!!
    Gostei da história de como surgiu a ideia para o livro !!!

    Beijinhos
    Hear the Bells

    ResponderExcluir

© FLORETIZAS - FOTOS E TEXTOS FEITOS POR TABATHA CUZZIOL, SENDO PROIBIDO COPIAS.
DESIGNER FEITO POR: MICHAEL VASCONCELOS.
imagem-logo